O Rei Eterno (The King: Eternal Monarch) - REVIEW



Annyeonghaseyo pessoas! Quem é vivo sempre aparece, né? 

Para quem tava sentindo saudade dos meus reviews e resenhas de doramas, hoje temos!

E o escolhido da vez, é: O REI ETERNO (The King: Eternal Monarch), uma produção original e recém lançada pela nossa digníssima, amada, salve, salve, Netflix

Infelizmente, para a minha tristeza e desespero, os episódios ainda estão sendo liberados, até agora temos um total de 3. Então, o que vocês vão ver aqui é um resumão geral sobre a série, complementado por algumas informações pertinentes.


Vamos começar do princípio: 

Do que se trata O REI ETERNO?


O Rei Eterno vai contar a história de Lee Gon (Lee Min-Ho) um imperador coreano que assistiu ao assassinato de seu próprio pai quando era criança. Hoje, na vida adulta, atravessa um portal aberto por demônios que o leva para outra realidade, na qual conhece a detetive Jung Taeeul (Kim Goeun), que tenta proteger a todo custo as pessoas que ama.

A história se passa entre duas décadas, os anos 90 e a atualidade, e dois mundos diferentes: em um deles os reis e dinastias ainda são uma realidade na Coreia do Sul, com imperadores e castelos em meio ao grande avanço tecnológico, enquanto em outra, mais fiel à realidade, a democracia já foi adotada e os presidentes governam o país.

Eu não sei vocês, mas eu tenho um amor imenso por Doramas históricos, especialmente quando ele faz essa brincadeira de mesclar o passado com o presente. Um pouco confuso? Talvez, mas eu acho tão incrível essa 'fusão' dá para a gente ter uma noção bem bacana das diferenças que cada época traz. 

E, além disso, quando a gente começa a assistir, toda essa confusão passa a fazer sentido.




Elenco e Personagens:


O Rei Eterno marca a volta de Lee Min-Ho às telinhas após 2 anos afastado para cumprir seu período de alistamento no exército. - E que retorno, meus amigos! -

Lee Minho interpreta o imperador que vai parar em um mundo paralelo, onde finalmente encontra a detetive que salvou sua vida no passado — embora ela não o conheça, já que são de realidades distintas. A detetive é Jung Taeeul, personagem de Kim Go-eun.

Ambos são muito conhecidos na Coréia do Sul, entretanto essa é a primeira vez que MinHo e Go-eun trabalham juntos em um dorama.

Go-eun, é muito conhecida por interpretar Ji Eun-tak no dorama Goblin, mas, além deste a atriz já estrelou produções como Cheese in the Trap (2016) e o filme Tune in for Love (2019), lançado pela Netflix.

Já MinHo é famoso por sua atuação em doramas como Boys Over Flowers (2006) e Legend of the Blue Sea (2016-2017). Caso você queira saber mais sobre ele e conhecer outros trabalhos é só clicar aqui





O elenco secundário deu grande destaque para o personagem de Woo Dohwan, o “bromance” do protagonista, além do vilão Lee Lim, interpretado por Lee Jungjin.

Ambos os personagens ainda devem se desenvolver e ganhar bastante destaque no decorrer da trama - assim espero -.





Há muitas coisas que eu poderia falar sobre esse dorama, mas preferido guardar o restante para quando eu terminar de assistir e tiver uma opinião melhor formada. Obviamente, estou assistindo agora enquanto os episódios estão sendo lançados porque minha ansiedade e curiosidade não me deixam esperar.

Mas depois de finalizado, vou assistir de novo para trazer uma resenha decente e bem feitinha para vocês. Prometo!



Tecnologia do Blogger.