Você precisa assistir Porco Rosso: O Último Herói Romântico

Hayao Miyazaki e sua paixão pelo voo representados em um porco


O Studio Ghibli sempre será uma grande produtora de histórias capazes de conquistar o seu público com elementos que podem parecer atípicos, mas carregam em si a essência de muita coisa que ocorre à nossa volta.
E em Porco Rosso encontramos justamente tais nuances capazes de nos levar do imaginário aos acontecimentos da sociedade, pois não são simplesmente os traços, as cores e as movimentações que chamam atenção nas histórias do mestre Miyazaki, é a sua capacidade de nos encantar ao mesmo tempo que nos leva a refletir sobre as coisas e como elas ocorrem!
Então, vamos a mais um voo com Miyazaki!

Porco Rosso é um piloto que foi amaldiçoado e agora vive na forma de um animal antropomórfico, no mar Adriático. Atualmente ele atua como um caçador de recompensas, salvando pessoas, confrontando bandidos, mas para alguns ele é um herói. Um herói que irá se envolver nas maiores aventuras, principalmente, enfrentando piratas do ar.

O mestre Hayao Miyazaki é um nome icônico dentro da sétima arte! O seu trabalho nas animações é mundialmente reconhecido e sempre trouxe histórias que conseguem capturar o espectador fazendo-o imergir nessas aventuras. E em Porco Rosso não seria diferente.
Talvez o que mais se distancia das outras obras do Studio Ghibli é justamente o cenário, pois saímos de locais fantásticos, terras mágicas, para que a narrativa aconteça no mundo real. Ainda que nosso protagonista evoque toda a fantasia para si. Por isso, o diretor utiliza bem as cores, mesclando os tons quentes com uma luminosidade que dá detalhes ao mar, aos hidroaviões, as locações e aos personagens. Desta forma, tudo ganha detalhes minuciosos, principalmente para retratar a década de trinta e o período entre guerras, destacando as roupas usadas, os objetos e a trilha sonora. 
Ao mesmo tempo, há espaço para sequências aéreas bem construídas, com embates entre aeronaves, salvamentos, demonstrando também o traço que emprega elementos da época de maneira eficaz, contextualizando ainda mais quando aquela narrativa acontece.


Por que eu devo assistir?

Não é uma simples história sobre um herói, sobre um piloto, há muito mais no roteiro desta animação. 
A construção do texto irá permear caminhos interessantes, justamente para dar ao espectador um outro ponto de vista acerca de um período que vemos ser constantemente retratado em live action. Aqui encontramos a consequência do pós-guerra, a recessão enfrentada por diversos países, a reconstrução e até mesmo, a ascensão do fascismo. Assim, o herói em questão traça uma jornada inesperada das que são costumeiras, beirando a uma desconstrução que vai do olhar para com a sociedade e até mesmo a situações que são culturais, institucionais como o machismo! Pois, como sabemos, nas obras do mestre Hayao Miyazaki, as mulheres tem papéis fundamentais e de protagonismo. Então, neste caso, Gina e Fio fazem essa dobradinha. Uma mostrando o controle e o domínio sobre todas as situações, ainda que diversas vezes adentre o campo da Femme Fatale, já a outra, acentua a genialidade, criatividade e dedicação feminina ao criar algo novo!
Essa união de elementos é um encanto à parte!

Porco Rosso: O último herói romântico é uma aventura que consegue conquistar crianças e adultos, indo do humor às questões mais sérias, trazendo elementos narrativos e técnicos executados de maneira exímia, repletos de criatividade e imaginação.
Essa é uma daquelas aventuras que o Studio Ghibli mescla emoção e diversão em níveis iguais, justamente para que venhamos a ficar deslumbrados com os traços, cores, mas principalmente, com uma história sobre liberdade, reconstrução e amor.
Obrigado pelo voo mestre Hayao Miyazaki!

Porco Rosso: O Último Herói Romântico você encontra no catálogo da Netflix!
Tecnologia do Blogger.