Mashin Sentai Kiramager: primeiras impressões - ESPECIAL


Kiramei Change!

Mashin Sentai Kiramager já saiu! 
E acabou sendo um episódio engraçado e corrido. Tiveram coisas que gostei e outras que me irritaram bastante. Por isso, vou abordar esses pontos positivos e negativos abaixo, então vem comigo!

A série teve sua estréia na semana anterior a qual escrevo isso. 
Acabei esperando bastante para ver, afinal demorou para sair alguma legenda descente e com uma qualidade de vídeo estável. Até agora, não vi muitas pessoas com interesse e vejo alguns "porquês" nisso.

O episódio inicia com uma explicação bem básica sobre a terra das jóias e um monstro aparecendo. O Kiramai Red é apresentado antes de se transformar pela primeira vez. Conhecemos um garoto que gosta de desenhar e isso é literalmente tudo o que sabemos dele. Também vemos um herói dentro dele quando o mesmo decide usar sua Kiramai Stone para criar os Mashin nessa terra.

O início é bem confuso e muito acelerado!
Pois em um momento estamos na escola, em outro no meio da batalha e no último em uma espécie de parque/construção. A correria aumenta quando Juru Atsuta (Rio Komiya) é apresentado à Princess Mabushina (Inori Minase), princesa de Crystalia, o reino das pedras (Kiramei Stones) de onde o poder desses "heróis reluzentes" vem. De qualquer modo, ela fala para o garoto que ele será o quinto herói, Kiramei Red.



Juru já aparece no campo de batalha, vendo todo o confronto e sem se preocupar com nada. Ele avança no meio de tudo para... Desenhá-los! Exatamente, desenhar! Afinal, cada herói tem uma habilidade pelo link mental com sua pedra. O azul é espadachim (Mesmo sendo ator), a verde é corredora, a rosa é cirurgiã e o amarelo, bom, é um gamer de e-sports, assim o Juru trata ele como um inútil e eu não nego. A do vermelho não é apenas desenhar, tudo o que ele desenha pode ser transformado em realidade pelas Kiramei Stones.

Esse primeiro episódio foi aquele padrão. 
O vermelho foi extremamente forte e levou os outros a vitória. Tudo o que estou falando foi em um ritmo tão frenético, onde eu sentia que corria com eles, pois os cenários trocavam constantemente. De qualquer modo, foi um episódio confuso e mal trabalhado. Eles podiam ter estendido e transformado em dois episódios (Como quase todo Kamen Rider faz).
Entretanto, isso tudo foi corrigido no episódio seguinte. Com mais calma, mostrou um pouco do lado de Sena Hayami (Yume Shinjo), a Kiramei Green em sua carreira como corredora. Mostrou também a primeira vez em que Juru foi o líder (O vermelho sempre é o líder) e como controlou a situação apresentada no episódio. Revelou mais do poder dele e trouxe algumas coisas interessantes dos vilões. Sendo assim, por mim, o segundo episódio começou a consertar as coisas (Devagar eles chegam lá!).

Conclusão

O início foi atrapalhado, mas a produção aparenta estar interessada em corrigir isso o mais rápido possível. Talvez (Teoria minha) eles tenham um número limitado e precisam colocar o enredo ali e não dava para dividir o primeiro episódio em duas partes. O segundo episódio foi muito bom e espero que continue assim.


Para os fãs de Super Sentai, acredito que ficarão satisfeitos. Mesmo com a temática repetida, existem diversos pontos inovadores e interessantes. Ah, não posso deixar de citar que a dancinha na ending ao som de "Kiraful Miracle Kiramager" é muito boa, reparem no Kiramei Yellow dando uma sarrada. Uma última curiosidade: Sena é a corredora, seu veículo é um carro de corrida... 
Querem um tributo maior do que esse ao Ayrton Sena? Os japoneses realmente amam o piloto brasileiro!
Tecnologia do Blogger.