Castlevania: 3ª Temporada - CRÍTICA


Bom dia, boa tarde ou boa noite!

Vamos falar dele, sim! O que teve sua primeira temporada retratada de maneira lenta, mas que melhorou bastante com a segunda e segue firme na terceira. 
Conhecido como uma das melhores adaptações de jogos para as telas, Castlevania!

A temporada começa com alguns fatos: Trevor Belmont e Sylpha Belnades estão matando criaturas da noite. Alucard está se acostumando com sua nova e calma vida. Enquanto isso, Carmilla está chegando em casa com um prisioneiro, o Mestre de Forja Hector. E Isaac, o Mestre de Forja, está caçando Hector por aí.

Ao longo da temporada temos três visões de história diferentes para atender a todo tipo de fã. 
Fãs que gostam do Hector em "Curse of Darkness" talvez gostem do arco dele com a Leonora (Eita arco bom...). 
Para os fãs do casamento de Trevor (No mesmo jogo) e como seu amor por Sylpha surgiu. E para aqueles que não curtem o Alucard voltando a dormir em todo final de um maldito Castlevania em que o mal é extinto temporariamente.

A Narrativa

Vou falar de cada arco separadamente, começando pelo casal. 

Trevor não mudou em nada, exceto que só bebeu uns três canecos de cerveja o anime todo, tá progredindo! Sylpha realmente não teve mudanças, apenas aderiu algumas coisas "fofas para um casal" em suas falas. 
O arco deles é bem interessante e quase mostrou a volta do mal, o Drácula
Estou tentando evitar spoilers, mas foi bem estranho descobrir os segredos daquela cidade. Se tornando um evento realmente imprevisível. Também temos a surpresa da aparição de mais um personagem dos jogos: o viajante do tempo, Saint Germain.

Agora, o arco de Isaac
Sinceramente, na minha opinião foi bem tedioso. 
É a mesma coisa repetidas vezes: "matar humanos para Drácula", "sua vontade é a minha", "pegar aquele traidor". A desgraça virou uma espécie de Groot, só repete essas falas constantemente e segue matando gente "preconceituosa". O único momento em que gostei de ver Isaac tacando o terror foram nos dois últimos episódios. Devo dizer que a animação no momento em que os corpos estavam chovendo no fim foi de matar (desculpe a piada).

O arco de Alucard era confuso, afinal conseguia ser previsível e imprevisível ao mesmo tempo. Tínhamos ele vivendo uma vida calma tranquila, entretanto solitária, sendo assim, era fácil deduzir que apareceria alguém. Sumi e Taka eram jovens que desejavam aprender a matar monstros para vingar seu terrível e destruído passado. Alucard treina os dois, mas o que ganha com isso? Sexo, sim, é isso mesmo que você leu. Uma relação sexual com os dois seguida de uma tentativa de assassinato. E Eu realmente não esperava por isso! 
Imaginava que Alucard era bi, pois quase todos os vampiros modernos são, mas não achava que eles iriam tentar matar ele nessa hora. Graças a isso, ele prefere evitar humanos a partir de agora e coloca um aviso bem claro em sua porta. Aparentemente, aquelas marcas que ficaram em seu corpo definirão bastante o futuro de sua personalidade e atitude com eles.


E lógico, o mais chato, definitivamente o mais chato, arco de Carmilla
Primeiro, essa garota não serve para nada além de mandar em todo mundo. 
As outras três irmãs são extremamente úteis, mas ela literalmente só serve para dizer que tem um plano, joga nas costas das outras e cai fora. Agora, um momento bem interessante dessa narrativa foi o caso de Leonora e Hector. Eu não entendia nada, então eles foram para cama (as cenas trocavam com Alucard na cama, era luta, sangue e sexo em dois lugares diferente) e ali pensei que iriam apenas ficar, porém ela o prende como um mascote. Sim, o Mestre de Forja Hector agora é cachorrinho de uma vampira tarada! Muito bom Hector, caramba, seu gênio!
Entretanto, eu senti pena dele, pois deixa um pouco claro de que ele gosta dela... Gado demais.

Conclusão

A terceira temporada tem seus episódios de três ou quatro visões diferentes, então pode ser um pouco confuso, mas é fácil distinguir um do outro. Seus arcos tem início, meio e fim nessa temporada, o que me alegrou muito, afinal talvez tenhamos encontros inesperados na quarta temporada. 
Toda a animação, dublagem e coreografia de luta estão muito boas e são um vislumbre aos olhos.
Adorei essa temporada e recomendo que os fãs dos jogos vejam. Sim, ela sai dos games, não segue seu enredo, o que é bom! Sem seguir os jogos se torna bem interessante pois temos mais história. 
O jogo acaba na segunda temporada, contudo a terceira cria um complemento e mesmo com a morte do Drácula, Hector e Isaac ainda não se enfrentaram. 
E temos o possível retorno de Drácula e esposa! 
Quanta coisa para a quarta temporada!

Castlevania pode ser assistido no serviço de streaming Netflix.
Tecnologia do Blogger.