Jugular - ESPECIAL LEITURAS DE ANO NOVO

Um belo dia para ir ao barbeiro


Quadrinhos sem diálogo abrem inúmeras possibilidades de interpretação.
A cada novo desenho ficamos atentos e procurando entender através dos personagens, ambientes e cores como tudo aquilo consegue desenvolver a história proposta. 
Uma 'Silent Graphic Novel' precisa então fazer com que o leitor a cada nova página se sinta mais próximo dos acontecimentos, do que estão sentindo as personagens, de suas motivações, sentimentos e até mesmo, loucura! E este é o caso de Jugular, da Risco HQ, criada por Gabriel Calfa e Daniel Franco. E por mais que haja uma história de amor aos toques de O Barbeiro de Sevilha por trás e um terror com leves notas de Sweeney Todd, aqui há muito mais que um conto sobre entrar em um estabelecimento em um dia comum! 
Por isso, cuidado ao se barbear!

Em um dia comum, um homem entra em uma barbearia para que pudessem ajeitar sua aparência. Porém, o que deveria ser apenas mais um cliente para aquele barbeiro se torna uma trama relacionada ao passado, perdas, loucura e logicamente, vingança. E você? O que faria se a pessoa que lhe causou tanta dor estivesse em suas mãos? Ou melhor, em sua navalha?


Com roteiro de Gabriel Calfa e desenhos de Daniel Franco, a Graphic Novel surpreende desde o primeiro momento em que folhamos as páginas.
As cores utilizadas são responsáveis por tornar todo ambiente da história denso, melancólico, carregado de sentimentos tristes. A brincadeira entre luz e sombra, branco e preto, vai tornando cada quadro uma nova descoberta sobre os pensamentos e vontades do protagonista. Ao mesmo tempo, os breves toques de vermelho, que vão se intensificando a medida que a narrativa ganha forma e força, trazem um ritmo assertivo, como se as páginas finais estivessem querendo impulsionar ainda mais os acontecimentos, tal e qual os batimentos cardíacos de quem está lendo. E este é um dos grandes trunfos da obra.
Por se tratar de uma silent graphic novel, não encontramos diálogos, apenas uma frase é dita ao final, necessária para que consigamos chegar a diversas conclusões do que acabamos de ler, sendo assim, o desenho realizado junto das expressões fazem com que o roteiro se desenvolva de maneira fluida, sem necessidade de inserções abruptas.
Você se envolve e quer muito que algo ocorra!

Desta forma quando adentramos a narrativa vamos percebendo que aquela atmosfera incômoda não é simplesmente pela escolha do traço ou das cores. Existe algo muito mais profundo. 
E assim, quando o Cliente entra na barbearia, a história começa a ganhar contornos que conseguem surpreender qualquer um. Para isso, o texto, que não possui palavras, se encarrega de nos colocar em colisão com todos os sentimentos de vingança guardados pelo Barbeiro ao longo dos anos e o quanto, tanto nós, quanto ele, não esperávamos aquela pessoa, naquela cadeira, naquele momento. Mas assim aconteceu e eis a chance de fundamentar algo que poderia trazer um pouco de paz para aquela pessoa que está com a navalha em mãos. 
Logo o roteiro consegue realizar a quebra de expectativa do leitor de uma maneira sublime e eficaz, aumentando o nível de tensão ao mesmo tempo que consegue trabalhar de forma subjetiva um desfecho que deixará qualquer um desejando saber mais sobre essa história!

Jugular é densa, surpreendente, cativante e ao mesmo tempo fala sobre loucura, vingança, amor e a chance de realizar algo que poderia ser o suficiente para continuar a vida!
Com um traço que consegue dar movimentação e capturar a atenção do leitor, alinhado a um texto que através das expressões e ações dos personagens conduz a narrativa de maneira sensacional, temos uma graphic novel que irá deixar qualquer um imerso a uma história, almejando novos acontecimentos a cada folhear de página.
Ao final, se você ao adentrar a uma barbearia e não tiver muito o que falar, ao mesmo tempo que o barbeiro não demonstrar muita normalidade com sua pessoa, fique atento! Não que vá começar a tocar Fígaro ao fundo ou servirão tortas, porém cuidado ao se barbear, pois a mesma veia que liga o cérebro ao coração pode bombear algo tão poderoso quanto sangue.
E todos adoram uma boa dose de vingança!

Leitura para o seu ano novo: Jugular! A graphic novel é publicada pela Risco HQ, de autoria de Gabriel Calfa e Daniel Franco!
Tecnologia do Blogger.