Séries Teen para você não falar mal de série teen - ESPECIAL

O público teen move montanhas, isso ninguém pode negar. Tanto é que a indústria do entretenimento está sempre em busca de uma nova série que possa conquistar os adolescentes, isso pode causar além de uma saturação no sub-gênero, uma produção em massa com uma péssima qualidade, o que por sua vez leva ao ódio.

Séries teen nunca foram sinônimo de qualidade narrativa ou de produção, mas uma vez ou outra (principalmente no contexto atual) surge uma série teen que surpreende e que faz a gente repensar nessa questão. Então nós decidimos listar algumas séries teen pra você que odeia série teen, veja uma delas pelo menos, tenho certeza que depois disso você vai repensar muito antes de falar mal.


Elite

Nossa primeira indicação é uma produção espanhola que logo no início da sua divulgação, surgiu a inevitável comparação com o fenômeno televisivo Rebelde, isso, pelo visual do uniforme escolar dos personagens que se assemelha muito com a novela mexicana, porém não existe mais nada além disso para comparar. Em Elite um grupo de jovens estudantes de uma escola de elite na Espanha se tornam testemunhas/suspeitos de um crime, uma colega morre dentro do colégio.

Apesar de ter muitos elementos populares que podem fazer a série parecer bem rasa, a medida que a história vai se aprofundando é possível perceber o quanto Elite conta uma história muito boa. Abordando temas comumente do universo jovem, com uma liberdade bem exposta, como sexualidade (sem nenhum pudor), uso abusivo de álcool e drogas, religião e até mesmo doenças sexualmente transmissíveis. Elite consegue ser boa e agradar tanto um público que busca um entretenimento qualquer, quanto aqueles que buscam algo mais profundo e dramático.

A série já tem duas temporadas e você pode ler o que nós achamos das duas quanto espera a próxima, só clicar aqui.


My Mad Fat Diary

Se representatividade hoje é um dos assuntos mais buscados dentro das produções, até mesmo exigido em algumas situações, podemos trazer aqui uma série de sete anos atrás que tem no DNA representatividade. My Mad Fat Diary conta a história de Rae, uma garota gorda que saiu recentemente da reabilitação depois de tentar suicídio, agora ela tem que lidar com todos os problemas com sua autoestima enquanto tenta conviver com outra pessoas.

Você consegue fazer uma lista agora na sua mente com quantas produções com protagonistas gordos que você já viu por aí? Aposto que você não deve lembrar nem de três. My Mad Fat Diary vem na contramão completa das produções direcionadas ao público teen no começo dos anos 2010. A vivência e dilemas de uma pessoa gorda exibidas da forma mais crua, mostra como é cruel o mundo para essas pessoas, ainda mais numa fase onde a aparência (padrão) é algo extremamente importante. Além disso outras questões como, a descoberta da sexualidade, é algo bem presente nessa série. Sem abandonar o humor, My Mad Fat Diary consegue densa muito reflexiva. (nota do redator: melhor série dessa lista.)


Sex Education

Aclamadíssima, Sex Education chegou já fazendo burburinho e se tornando um grande sucesso de público. E como o nome já diz, é uma grande aula sobre a descoberta da sexualidade durante a juventude. Nessa série nós conhecemos Otis, um garoto criado por uma mãe com uma profissão um pouco peculiar, terapeuta sexual. Apesar de ser um grande conhecedor sobre o sexo, o garoto ainda não perdeu a virgindade, mas com a “influência” de uma amiga ele acaba virando um conselheiro sexual para seus colegas de classe.

Sex Education é uma dramédia teen da melhor qualidade. Divertida quando tem que ser e muito séria ao abordar temas espinhosos. É uma das poucas séries que consegue abordar de forma excelente a masculinidade tóxica e o quanto ela é destrutiva para homens e para mulheres. Com um roteiro super inteligente SE entra para ranking de séries teen para ser respeitadas.

Se você quiser saber mais sobre o que achamos da série, dá uma olhada na nossa crítica.


Euphoria

Se você gosta de séries, já deve ter noção da qualidade das produções da HBO. Agora imagina toda essa qualidade aplicada a uma série teen, isso é Euphoria. Gosto de imaginar que o que Euphoria é tudo aquilo que 13 Reasons Why tentou fazer em todas as suas desnecessárias mais de uma temporadas, e não conseguiu. Em Euphoria, Rue é uma adolescente viciada em drogas que acabou de sair da reabilitação depois da sua mais terrível overdose. Ela conhece Jules, a nova garota do seu colégio que se torna sua âncora para não voltar ao estado crítico de antes.

Meu deus, como explicar o que é Euphoria. É pesado. Visceral de um jeito que chega a ser agoniante, mas que não dá para largar. Consegue ir tão a fundo nos temas que aborda que é impossível não sentir nada. Além da direção e montagem fantástica que fazem um trabalho incrível de imersão, vale destacar muito o trabalho de Zendaya como protagonista dessa série.

Se você quer saber um pouco mais sobre Euphoria, fizemos um review sobre a série, dá uma olhada.


Skins

Talvez uma das séries teen mais icônica de todos os tempos, Skin é a nossa última indicação para fechar com chave de ouro. Revelando grandes nomes, como Nicolas Hout, Kaya Scodelario e Dev Patel, Skins é uma série britânica que relata a vida de alguns jovens durante o ensino médio.  Trazendo temas como gravidez na adolescência, sexo, muitas drogas e até mesmo transtornos alimentares, a série consegue trazer muito da realidade dos jovens de forma muito crua.

Skins é aquela série que não tem medo de ser quem é, nem de mostrar o que precisa mostrar, sem moralismo e pudor. Talvez seja por isso que se tornou um grande clássico da televisão britânica e mundial. Tudo isso faz muito jus ao nome Skins, a flor da pele.

E ai curtiu? qual dessas séries você já assistiu? Quais delas você ficou curioso pra conhecer? Deixa a gente saber.
Tecnologia do Blogger.