A Comic Con Que Ninguém Conhece - ARTIGO

O maior evento da cultura pop, não acontece em São Paulo



Criado em 2014, a Comic Con Experience trouxe para o Brasil a ideia, e a experiência de uma Comic Con, evento clássico de quadrinhos, cinema, séries, games, que ocorre ao redor do mundo.
Com um início moderado, a cada ano, o empreendimento do grupo Omelete foi ganhando cada vez mais relevância e tamanho. Em 2019, todas a credenciais foram vendidas e a expectativa para quase 300 mil pessoas circulando pelo Expo São Paulo permeou os quatro dias da feira.
Dividida entre Artist's Alley, estandes, painéis, arena de jogos, apresentação de cosplays, ativações, a CCXP consolidou ainda mais sua presença dentro da cultura pop brasileira e mundial, contudo NÃO É ESTE O TEMA DO NOSSO TEXTO!

Poderíamos detalhar cada estande, painel e mesas dos artistas que a CCXP apresentou este ano em sua feira. E certamente, seria um artigo visto, comentado e compartilhado por muitos. Porém, pensando com mais calma, o maior evento de cultura geek e nerd do Brasil já possui pessoas demais enaltecendo o seu ego super-inflado que mascara as falhas na organização e negligência em certos pontos.
Desta forma escolhemos falar da Comic Con que talvez você não conheça! Aquela acontece sem grandes divulgações, equipe, astros das produções mais esperadas de Hollywood. Aquela sem filas, espera e tão pouco o estresse de muitas pessoas aglomeradas em um só lugar!
Resolvemos então falar de onde a Cultura Pop recebe o real sentido e relevância!

No último domingo (15/12/2019) aconteceu no bairro Porto de Santana, em Cariacica, cidade da Grande Vitória, o Encontro Brothers Anime 4.0. E como o próprio nome diz, é a quarta edição do evento que tem como intenção juntar todos aqueles que gostam de cultura pop, principalmente aquela realizada nos países do oriente através de animes, mangás, K-POP e cosplay. Logicamente, abrindo espaço para que pudesse ser falado sobre cinema, séries, games (até mesmo com competições de Free Fire e Magic acontecendo), em um local onde a população não possui acesso aos grandes ajuntamentos geek's  que ocorrem no país.


Porto de Santana é um bairro periférico, conhecido também como Grande Porto de Santana, pois agrega outros bairros próximos como Aparecida, Porto Novo, Flexal I e Morro do Sesi. Alguns desses possuem um alto índice de violência, sendo até mesmo motivo de expressões regionais em forma de piada sobre quem mora nesses lugares!
Ao mesmo tempo, apesar de estar relativamente perto do grande centro cultural e econômico do Espírito Santo, Vitória, o acesso a determinados tipos de manifestações culturais se torna quase que nulo se compararmos com o alcance dos demais moradores dos municípios ao redor.
Ou seja, uma região que poderia ser apenas mais um motivo para reportagens sensacionalistas dos jornais do meio-dia ou dos folhetins policiais de fim de tarde.

Tem nerd na periferia consumindo e produzindo e isso precisa ter visibilidade a apoio. Muitas e muitos vieram antes para que a gente pudesse estar aqui e nada vai nos parar.

Entretanto, como gostamos de dizer: Juntos, dentro da cultura pop, somos mais fortes!

Organizado por Diego Silva, dono da loja de artigos da cultura pop Cult Camisetas, o evento tem justamente o intuito de levar aos jovens dos bairros próximos um pouco do que é estar em grandes concentrações sobre conteúdo geek! Para isso, o espaço usado (Na Lanchonete Mr. Frango), é central para chegada dos participantes que vão da adolescência à fase jovem adulta. Assim, deixando o ambiente livre para que se manifestem, o Encontro é justamente feito para que quem chega até lá possa encontrar um pouco daquilo que gosta, assiste ou escuta!

E não faltam opções para manifestações Nerds, Gamers, Otakus no local! 
De apresentações de K-POP à Quiz sobre conhecimentos gerais de animes, cada um pode se encontrar de alguma forma e é neste momento que a cultura pop deixa de ser apenas mais um produto parcelado em doze vezes.
Quando um adolescente que ao ganhar num concurso um ingresso diz: "Finalmente vou ao cinema", cultura pop está fazendo o seu papel!
Quando uma jovem fica emocionada ao ganhar o cordão da banda que tanta gosta, a cultura pop está fazendo o seu papel!
Quando um jovem artista, percorre um caminho de mais de três horas para chegar até o local para expor sua arte e todos ficam admirados com seu trabalho, e adquirem aquilo que ele fez, a cultura pop está fazendo o seu papel!
Quando dois apresentadores, donos de um portal de cultura pop saem de casa em pleno domingo, para interagir, levar informação e demonstrar que filmes, séries, animes podem, e devem, ser alcançados por esse público, a cultura pop está fazendo o seu papel!

Quando a cultura pop se torna elitizada ela esquece justamente o cerne de seu nome, tornando-se apenas um produto. E assim, como qualquer produto, algum dia, ficará empoeirada em uma prateleira!
Willian Weber, editor-chefe do Geek Guia

É necessário entender, principalmente abandonar as formas de preconceito, através dos discursos sobre esse tipo de evento, pois são eles que aproximam uma massa que não possui recursos para desembolsar mais de 500 reais em uma credencial para quatro dias de um evento (E se você pode, que bom pra você, mas antes que você queira dizer que mereceu, respire). Da mesma forma, tais programações aproximam o público de quem produz conteúdo e arte nos bairros, na cidade, no estado e acabam se tornando desconhecidos por conta do apelo por nomes internacionais ou com mais de 1 milhão de inscritos! O que deve ser feito é cada vez mais tornar próximo e do conhecimento de todos o que acontece nos diversos nichos da cultura pop, pois sabemos o poder transformador que a cultura possui. Justamente em tempos tão sombrios que estamos atravessando!

PerifaCon!
PocCon!
Encontro Brothers Anime 4.0!
Eventos que ocorreram em 2019 e se tornaram um sucesso justamente dando voz aqueles que ainda não tinham a chance de colocar os pés nas experiências de uma Comic Con. Com sua arte, criações e manifestações, os artistas, de diferentes formas, pensamentos, jeitos, gêneros, cores, colocaram o seu discurso através de suas obras e assim conseguiram mostrar que ser nerd, geek, otaku, gamer, pode romper a barreira estabelecida por grandes estúdios, conglomerados de comunicação e sites especializados!

A Comic Con não é um evento ruim, jamais queremos pensar dessa forma, ela só, infelizmente, não é pra todos, todas, todis, todxs! E seus números, público e preços deixam isso bem claro!

A Comic Con Que Ninguém Conhece, é aquela que acontece quando um grupo de amigos da favela se reúne, ou quando dois amigos gays decidem levantar a bandeira através de suas obras, ou quando um jovem liga o som em seu bairro e deixa que meninas, meninos, jovens, adultos, possam expressar o que tanto gostam! Quando os artistas do bairro podem mostrar o que sabem fazer e quando se entende que a grande manifestação da cultura pop não pode ficar presa quatro dias em um pavilhão!
Tem nerd na periferia produzindo, consumindo, jogando, falando, fazendo, escrevendo, compondo, sonhando! A cultura pop é todos, e que esse "todos" cada vez mais assuma seu local e se aposse com a força de um herói!
Tecnologia do Blogger.