O Ano que meus Pais Saíram de Férias - ESPECIAL: MÊS DO CINEMA NACIONAL

Um filme sobre um período terrível que algumas pessoas querem de volta


O período da ditadura no Brasil que ocorreu entre 1964 e 1985, servindo de inspiração para diversos artistas, durante e após os anos de terror. Com Cao Hamburguer não foi diferente, o diretor, responsável por obras como O Castelo Rá-Tim-Bum e Disney Cruj, para a televisão, sabe como contar boa parte do universo infantil através de suas histórias, então, ao unir um período tão tenebroso da história nacional, a narrativa procura encontrar um pouco de esperança em meio ao caos.


Marcos (Michel Joelsas), um garoto de 12 anos tem sua vida mudada quando seus pais repentinamente precisam sair em misteriosas férias e é deixado na casa de seu avô.
Apaixonado por futebol, o garoto espera a volta de seus pais (que aconteceria durante a Copa do Mundo) enquanto é cuidado por um estranho judeu.
Sem entender porque está vivendo tudo isso, Marcos faz novos amigos e desenvolve seu amor por futebol.


O diretor Cao Hamburguer ambienta sua história em 1970, meio do período de ditadura para contar a narrativa de forma interessante de modo a trazer ao espectador a sensação de uma criança que não entende a situação ao seu redor e usa de alguns artifícios, como movimentação de câmera para isso.
Outra construção interessante é a dos personagens. Por retratar a perspectiva de Marcos, os personagem adultos são caricatos, variando dos extremos, com a demonstração de uma alma bondosa (como Irene, interpretada por Liliana Castro) e ao maluco (Como Italo, personagem de Caio Blat e Shlomo, interpretado por Germano Haiut) e as crianças como "normais", pois é o contexto do garoto.

Portanto, O Ano em que Meus Pais Saíram de férias é um longa imersivo e que ilustra o cotidiano da ditadura a partir da perspectiva de uma criança e vale a pena ser assistido, principalmente em um período sombrio como o nosso em que a volta da ditadura é cogitada.

Produção: O Ano que Meus Pais saíram de Férias
Ano: 2006
Direção: Cao Hamburguer
Tecnologia do Blogger.