Festival de Cinema de Vitória - ESPECIAL

De 24 a 29 de setembro, Vitória se torna a capital da sétima arte



Você conhece Vitória?
A capital do Espírito Santo é repleta de belezas naturais e um clima interiorano atrelado a uma metrópole que se desenvolve a cada dia, se tornando uma das cidades com melhor qualidade de vida. E como toda e qualquer grande cidade possui uma cena cultural movimentada, e com o passar dos anos, tem ganhado ainda mais manifestações, e uma delas, que chega a sua vigésima sexta edição é uma das mais importantes do país: O Festival de Cinema de Vitória!
Vamos então falar do que nos espera este ano no evento!

O Festival

A 26ª edição do Festival de Cinema de Vitória irá acontecer entre os dias 24 e 29 de setembro de 2019, onde o público poderá assistir uma seleção de filmes que abrange diversos gêneros, que apresentam todo o panorama da produção contemporânea cinematográfica nacional através de curtas e longas-metragens.
Nesta edição, as atividades do Festival irá ocorrer em espaço diferentes: No Centro Cultural Sesc Glória, no Centro de Vitória. Com as sessões especiais e as homenagens. No Cineclube Metrópolis, na Universidade Federal do Espírito Santo, com a programação do 20º Festivalzinho de Cinema de Vitória.  Além de debates entre pesquisadores de cinema, realizadores e público também fazem parte das atividades, além de lançamentos de DVDs, livros e outras publicações.

Desta forma, o Festival de Cinema de Vitória, apresentará um total de 12 mostras competitivas:

23ª Mostra Competitiva Nacional de Curtas
9ª Mostra Competitiva de Longas
8ª Mostra Foco Capixaba
8ª Mostra Corsária
9ª Mostra Quatro Estações
20º Festivalzinho de Cinema de Vitória
6ª Mostra Outros Olhares;
4ª Mostra Mulheres no Cinema
4ª Mostra Cinema e Negritude
3ª Mostra Nacional de Videoclipes
2ª Mostra Nacional de Cinema Ambiental 
1ª Mostra Do Outro Lado. 

Premiações

Ao final da programação, as melhores produções serão premiadas com o Troféu Vitória, em todas as mostras competitivas. Ao todo serão distribuídos mais de 20 troféus, além das possíveis menções honrosas. A escolha dos filmes premiados é feita por júris formados por profissionais com reconhecida inserção e carreira na área audiovisual.

Oficinas

O Festival de Cinema de Vitória ainda investe nas ações de formação, com cursos ministrados por importantes nomes do cenário audiovisual nacional. As oficinas contemplam todas as etapas de produção cinematográfica, desde a elaboração e gestão de um projeto até a crítica cinematográfica.

Tenda Musical

A Tenda Musical do Festival de Cinema de Vitória é realizada em conjunto com as mostras de cinema,  e busca ampliar o acesso do público aos mais recentes lançamentos musicais tanto do Espírito Santo quanto do Brasil. O projeto tem como objetivo ser um palco onde os artistas possam apresentar para o grande público seus mais novos trabalhos, lançando novas possibilidades sob o cenário musical nacional, garantindo a circulação dos artistas e a diversidade de público.


A Produção Capixaba

Falar de Festival de Cinema de Vitória é certamente comentar as produções realizadas aqui, por isso, conversamos com Diego Nunes, cineasta, cineclubista e artista visual, graduado em Cinema e Audiovisual pela UFES, que expressou um pouco da importância do evento e falou de sua nova produção que estará na mostra do Festival:

Ter um festival do porte do Festival de Cinema em Vitória é fundamental pra cultura capixaba, principalmente na árdua tarefa de formação de público pro cinema nacional e local. 
O Festival de Cinema de Vitória é um dos festivais mais tradicionais do país e possibilita que quem produz cinema capixaba se insira nesse mercado, dividindo espaço com grandes nomes do audiovisual brasileiro. 
E bem, eu fui apresentado ao cinema pelo Festival, que inclusive tem a minha idade. A minha relação com o Festival e sua equipe é muito afetiva, então trazer o "Do dia em que mudamos a rota", um filme experimental, independente que traz um relato sensível sobre a cidade, tem todo um lugar especial pra mim. Nesse momento tão difícil para a cultura, conseguir produzir um filme e fazê-lo circular é a prova de nossa (re) existência ao obscurantismo e que bom que o Festival de Cinema de Vitória é um festival majoritariamente produzido e concebido por mulheres incríveis, nos lembrando mais uma vez que é possível viver arte e cultura no Brasil.
Do Dia Que Mudamos a Rota, é um documentário realizado por Diego Nunes. Um relato afetivo da população de Jardim da Penha, bairro que abraça o aeroporto da capital capixaba e que em 2019 completa 50 anos de existência, no dia em que descobrimos que a rota dos voos irá mudar.
O documentário será exibido na 4ª Mostra Cinema e Negritude, no Teatro Glória (Centro Cultural Sesc Glória), às 14 horas.

Então não esqueça:
26º Festival de Cinema de Vitória!
Quando: De 24 a 29 de setembro
Onde: Centro Cultural Sesc Glória, no Centro de Vitória e no Cineclube Metrópolis, na Universidade Federal do Espírito Santo
Para maiores informações e programação completa acesse o site do evento clicando aqui!
Tecnologia do Blogger.