Homem-Aranha ao Redor do Mundo - ESPECIAL

O Teioso já esteve em outros lugares, não necessariamente o Peter Parker que conhecemos


Peter Parker, Miles Morales, Miguel O'Hara, Gwen Stacy, são nomes conhecidos que vestiram e vestem o manto do amigão da vizinhança.
Seja na realidade que conhecemos, ou em algumas peculiares, esses heróis estão lá para colocar seus poderes de aranha em jogo toda vez que é preciso salvar a cidade ou o universo. Mas e se a gente dissesse que existem outras versões do Homem-Aranha que vão além daquele "Aranhaverso" que nos foi apresentado na animação, e até mesmo dos filmes anteriores em live-action!?
Já que desta vez o cabeça de teia vai viajar, no filme que estreia essa semana, selecionamos alguns lugares onde ele já percorreu, sem a necessidade de ser um adolescente americano!

O Homem-Aranha no Japão


Spider-Man (スパイダーマン) é uma série live-action japonesa produzida pela Toei, baseada parcialmente nos quadrinhos da Marvel. Ao todo, a série teve 41 episódios, exibidos no Tokyo Channel 12 entre  maio de 1978 e março de 1979.

A história: A narrativa conta a vida de Takuya Yamashiro, um jovem motoqueiro que vê uma nave espacial cair na Terra, chamada "Marveller" que vem do planeta "Spider". O pai de Takuya, Dr. Hiroshi Yamashiro, um arqueologista espacial, investiga o caso, mas é morto ao encontrar o objeto. Isso atrai a atenção do Professor Monster  e do Iron Cross Army, um grupo de aliens que querem dominar o mundo.
Takuya então decide procurar respostas sobre o ocorrido e encontra Garia, o último guerreiro sobrevivente do planeta Spider, um mundo que foi destruído por Professor Monster e pelo Iron Cross Army. Garia explica que ele estava caçando os vilões e assim injeta em Takuya um pouco seu próprio sangue, que dá a eles poderes de aranha, também lhe concede um bracelete que ativa seu traje aranha, dispara teias e controla a nave Marveller, que também pode se transformar em um robô de batalha. Usando seus poderes, Takuya, agora chamado de Homem-Aranha, protege a Terra de todas ameaças.

Homem-Aranha na Índia


Spider-Man: India, é uma história em quadrinhos originalmente publicada na Índia pelo Gotham Entertainment Group em 2004, recontando a história original do Homem-Aranha da Marvel Comics, em um cenário e com personagens Indianos. Recebeu quatro edições, que mais tarde foram também publicadas no Estados Unidos em 2005. A série foi criada por Sharad Devarajan, Suresh Seetharaman e Jeevan J. Kang.

A história: Pavitr Prabhakar, um pobre menino indiano, mora em uma vila e se muda para Mumbai com sua tia Maya e seu tio Bhim para estudar, pois havia ganhado uma meia bolsa escolar. 
Logo, na nova escola, Pavitr começa a sofrer bullying dos outros alunos e apenas Meera, se torna sua amiga no lugar. 
Enquanto isso, Nalin Oberoi, um senhor do crime local, usa um amuleto para fazer um antigo ritual, onde ele é possuído por um demônio que se empenha em abrir portões para que outras criaturas das trevas voltem a terra, futuramente se tornando inimigo do Homem-Aranha Indiano. 
Então, ao ser perseguido pelos colegas de escola, Pavitr encontra um antigo iogue que lhe dá o poder de uma aranha, para combater o mal que ameaça o mundo. Mas quando Pavitr se vê numa situação de auxilio, se recusa a ajudar uma mulher que está sendo atacada por vários homens. Ele deixa o local, mas volta quando ouve o grito de seu tio, que foi esfaqueado enquanto tentava ajudar a mesma mulher. Assim Pavitr entende que com grandes poderes vem grandes responsabilidades e sua jornada como Homem-Aranha começa!


Homem-Aranha na Itália


Italian Spiderman é uma paródia de filmes de ação e aventura italianos dos anos 1960 e 1970, lançada pela primeira vez no YouTube em 2007. A paródia pretende ser um "filme italiano perdido" pela Alrugo Entertainment, um coletivo australiano formado por Dario Russo, Tait Wilson, David Ashby, Will Spartalis e Boris Repasky.

A história: No meio de uma festa, um asteroide de uma galáxia distante cai na Terra e é levado pelo professor Bernardi para pesquisa. Ele descobre que o asteroide tem uma substância que pode criar duplicatas de qualquer ser vivo e decide que o Homem-Aranha, um super-herói gordo, rude, fumante inveterado e "poderoso", é o único homem capaz de manter a custódia do asteroide valioso.
Assim que o professor Bernardi dá o asteroide italiano Homem-Aranha, ele é atacado pelo terrível Capitão Máximo, que está interessado em usar o asteroide para seus próprios planos malignos.


Homem-Aranha no México


El Sorprendente Hombre Araña foi publicado pela editora La Prensa no México. Apesar do sucesso das edições, o que rendeu novas traduções para o espanhol, a publicação do Teioso rendeu diversas polêmicas no país.

A história: A editora La Prensa queria fazer seus próprios quadrinhos do Aranha para o público mexicano. Desta forma, decidiu realizar publicações alterando a história original do inglês, inserindo e retirando situações das narrativas.
Além disso, usava de forma grosseira as artes de capa e do interior, em sua maioria assinadas por John Romita, enquanto que outras, eram refeitas por completo. Tais quadrinhos eram completamente sem relação com os originais, que continuavam sendo publicadas. Junte isso tudo a um fator absurdo, a hiper sexualização de figuras femininas. Onde Gwen Stacy era o principal alvo, agregada de forma aleatória as história com um mero intuito de coloca a personagem em poses "sedutoras".

Pelo visto, nenhuma dessas versões consegue chegar perto do clássico tão celebrado há tanto tempo nos quadrinhos. E independente de onde ele esteja, certamente poderemos contar com boas histórias do Homem-Aranha, bem, pelo menos aquelas que realmente façam sentido!

Homem-Aranha: Longe de Casa estreia nesta quinta-feira nos cinemas e na sexta, a crítica completa estará disponível aqui nos site, além dos comentários em nossa Live de Sexta no Facebook! Não perca!
Tecnologia do Blogger.