Ads Top

Uma Aventura Lego 2 - CRÍTICA

TUDO É INCRÍVEL, bom, quase...



Cinco anos após o primeiro filme da franquia, Uma Aventura Lego 2 traz para as telas a continuação da cena final do filme anterior onde uma versão para bebês do brinquedo invade a cidade de Emmet e seus amigos (indicando que a irmã do garoto agora seria sua companhia de brincadeiras), entretanto, o resultado dessa parceria é a calamidade total, tornando os invasores em inimigos mortais de outra dimensão.

Obrigados a abandonar tudo que é brilhante e colorido, a cidade se transforma em um verdadeiro caos em estilo Mad Max e com o nome de Apocalipsópolis. Após anos vivendo assim, o único que parece não ser afetado é Emmet (Chris Pratt), mas quando uma general captura Mega Estilo (Elizabeth Banks) e seus amigos para um suposto matrimônio, o herói se vê obrigado a mudar seu jeito totalmente comum.

A produção de Dan Lin e Christopher Miller explora a utilização do LEGO (em todas as suas versões) para criar uma atmosfera em que é possível perceber que as sequências na tela são brincadeiras. Além disso, a novidade do filme (e que na opinião desse humilde redator, torna o segundo melhor que o primeiro) são as canções. Com uma proposta de musical, o filme traz diversas músicas fenomenais, cheias de referências à cultura pop e que funcionam até mesmo na versão dublada.


Os roteiristas Phil Lord e Matthew Fogel fizeram um ótimo trabalho na narrativa. 
Propositalmente conduzem o espectador a opiniões sobre a trama e personagens, mas com o incrível humor, que se manteve do filme anterior, apresentando diversas reviravoltas. Outro ponto chave são as referências da produção, as quais os roteiristas souberam aproveitar o universo Lego a seu favor e que veio como grande complemento para o tom cômico e estético da obra.

No geral a película consegue agradar ao público de todas as idades, trazendo em seu enredo diversas lições importantes sobre fraternidade, amizade e sobre você ser quem realmente é, mesmo que os outros não te achem tão incrível assim. 
Como grande fã de LEGO, sou suspeito, mas acredito que a obra vale totalmente o seu tempo, te prendendo até mesmo durante créditos.

Nota: 5/5 (F#D@ PR$ CAR&LH*)

Tecnologia do Blogger.