Ads Top

Samantha! CRÍTICA

Samantha! (com ponto de exclamação) é a nova aposta brasileira da Netflix, que vem ganhando um bom espaço no imenso catálogo do streaming. A criação de Felipe Braga é uma agradável surpresa deste mês no cenário do entretenimento brasileiro.

Samantha! vivida por Emmanuele Araujo é uma ex-estrela mirim dos anos 80 que depois de cair no limbo do esquecimento, faz de tudo (tudo mesmo) para alcançar a fama que tinha quando era criança. 
Ela se casou com o ex-jogador de futebol Dodói interpretado por Douglas Silva, enquanto o mesmo ainda estava preso e ainda tiveram dois filhos, Cindy (Sabrina Nonata) e Brandon (Cauã Gonçalves).

A série navega muito bem em uma fonte de referências icônicas que é a televisão brasileira dos anos 80, além também do mundo das celebridades e subcelebridades. 
Acredito que foi muito mais feliz assistindo a série quem conseguiu captar todas as referências que ela proporciona e nesse sentido que está o grande trunfo da narrativa 
Porque ela traz coisas que fizeram parte da vida dos brasileiros em um momento que, não importa se você viveu nos anos 80 ou não, com certeza você já ouviu falar da faca escondida dentro do boneco do fofão por exemplo. 
Esse tipo de piada interna que vai de encontro com a vivência dos brasileiros é sensacional. 
E a personagem principal parece que ainda vive nos anos 80 e esse “tradicionalismo” quando entra em conflito com a realidade mainstreaming digital dos dias atuais gera um conflito muito divertido. 

Quem dá vida a esse contraponto de Samantha! é a youtuber e influencer digital Laila, vivida por Lorena Comparato.  O relacionamento entre as duas é imparcialmente conflituoso, ora por interesse amoroso em Dodói, ora pelo fato de Samantha achar completamente ridículo que uma pessoa que nunca apareceu na televisão, seja considerada famosa e do outro lado para Laila, a estrela mirim ficou no passado de Samantha! para sempre. Isso também é um fator de identificação muito forte, aposto que você já esteve em um desses lados durante alguma conversa.
Douglas Silva também incorpora muito bem o estereótipo do jogador de futebol, mulherengo e malandro que também é um grande referência ao estilo de vida das estrelas dos campos. Emanuelle Araujo vai fundo em sua personagem, de uma forma muito intensa ela consegue dar vida e humanidade a alguém que seria quase impossível de acreditar que exista, até mesmo sua versão criança, vivida por Duda Gonçalves, consegue ser muito coerente dentro da personalidade extremamente poderosa e irritante de Samantha!

Sem dúvidas, Samantha! é um acerto da netflix. 
A série é muito divertida, tem um roteiro muito inteligente e dialoga muito bem com o público. 
O exagero da narrativa da série traz um aspecto muito interessante e que ao mesmo tempo nos abre os olhos quanto a vários absurdos que já aconteceram na televisão brasileira dos anos 80, também carrega um sentimento nostálgico que nos faz querer assistir imediatamente uma nova temporada.
Tecnologia do Blogger.