Ads Top

ENTREVISTA: Natalia Milano e O Álbum das Mulheres Incríveis

Mulheres revolucionárias apresentadas por uma mulher incrível!


O Geek Guia tem o prazer de apresentar  Natalia Milano, a nossa entrevistada de hoje.
Atriz, roteirista e uma mulher incrível, Natalia é a idealizadora do projeto O Álbum das Mulheres Incríveis, canal web focado no empoderamento feminino que conta a história de mulheres como Marta, Frida Kahlo, Cleópatra e Beyoncé sob uma nova perspectiva, um olhar diferente do senso comum e cheio de representatividade. Com direção fotográfica de Maria Ribeiro, o lançamento do projeto que foi contemplado por edital do Ministério da Cultura (merecidamente diga-se de passagem) aconteceu no dia 16 de maio de 2018 na Casa Prazerela, em São Paulo. A gente não podia perder essa oportunidade não é mesmo? 

Nessa primeira temporada, serão apresentadas as histórias de 16 mulheres incríveis, e, no último vídeo (olha que sensacional), a história de uma espectadora, e todas podem se candidatar viu? (me escolhe) Mas não é só isso! Essa espectadora ainda será presenteada com esse álbum gracinha que a Natalia está montando, não é o máximo? #euquero


Seguimos então com essa entrevista incrível com Natalia Milano:

GG:  O Álbum das Mulheres Incríveis é um scrapbook de recortes inspiradores com mulheres sensacionais. O projeto é uma ideia incrível carregada de representatividade, força e de uma beleza incrível também! Como surgiu a ideia de apresentar este projeto neste formato? Um scrapbook que existe de verdade, apresentado em vídeos e conteúdo em redes sociais? 

Natalia: Quando eu li a história da Amelia Earhart descobri que ela tinha um álbum de recortes sobre mulheres de sucesso quando era criança, para se inspirar. Achei muito legal e decidi fazer um scrapbook com inspirações femininas, referências para mim mesma. Então pensei que seria ainda mais legal dividir isso com outras mulheres e aí veio a ideia do canal. 

GG: Falando em representatividade, seus vídeos também falam sobre e dão voz às mulheres trans, como vimos no vídeo sobre Lucy Hicks Anderson. Dos vídeos publicados até agora, ele é um dos que trazem outras atrizes fazendo o papel da mulher tema do vídeo, nesse caso, a Alice Marcone. A ideia de levar essa representatividade pra além do texto e da fala, dando cara a esse tema que é algo tão importante, já era algo pensado antes de por o projeto em prática?

Natalia: Pra mim esse projeto é uma oportunidade de encontro com mulheres. A ideia de trazer convidadas para participarem dos vídeos é mais uma forma de ampliar esses encontros. No vídeo da Marta a atriz e influenciadora Lívia La Gatto fez uma participação e no vídeo da Lucy convidei a atriz Alice Marcone para dar vida à essa personagem e ela arrasou. A diversidade é enriquecedora e com o projeto procuro dar oportunidade e destaque às mulheres, a nossa equipe é 90% feminina. Nos próximos vídeos vão ter mais participações especiais, como da Carol Moreira e da Mari Fulfaro, do canal Manual do Mundo. 

GG: Dentre todas as mulheres escolhidas, temos desde mulheres muito conhecidas (ainda que de forma superficial como a Cleópatra) até mulheres de quem muitos nunca ouviram falar. Também temos mulheres com histórias muito diferentes, de diferentes lugares do mundo, e com lutas diferentes também, ainda que rumando sempre pro mesmo ponto de força feminina, independência, reconhecimento... Como se deu essa primeira seleção de mulheres incríveis? 

Natalia: Foi bem difícil escolher somente 16 mulheres incríveis, existem tantas. Além de serem todas mulheres que me inspiram e cujas histórias me tocam, procurei formar um grupo diverso, com mulheres de diferentes áreas de atuação - ciência, arte, política, etc.

GG: A equipe envolvida no projeto, é de maioria feminina como podemos observar aos finais dos vídeos. Pra além da competência (incontestável pela qualidade do material), isso é também parte dessa mostra de representatividade e força? Imagino que sim, mas seria legal ouvir você falar um pouco sobre a escolha da equipe.

Natalia: Pra falar de mulheres incríveis eu precisava de uma equipe de mulheres incríveis. Está sendo emocionante fazer esse projeto junto com outras mulheres tão talentosas, existe um propósito comum que nos une, é importante pra cada uma de nós estarmos contando essas histórias.

GG: Foram selecionadas 16 mulheres, e já esperamos uma segunda, terceira, quarta temporadas... De fato, como dito nos vídeos, esse álbum não vai ter fim. Você pensa em tornar esse projeto um canal fixo com produção a perder de vista? E já tem previsão de lançamento da segunda temporada?

Natalia:  O Álbum é infinito, já tenho várias ideias para as próximas temporadas. Para que o canal tenha continuidade é preciso apoio ou patrocínio e nesse momento estou buscando caminhos para viabilizar isso, pois desejo que tenha uma vida longa, quero continuar contando histórias de mulheres incríveis. 

GG: A ideia de falar sobre alguma espectadora e presenteá-la com o álbum surgiu em que momento? Você pensa em levar isso para as outras temporadas?

Natalia: A ideia surgiu quando enviei o projeto para o edital do Ministério da Cultura, eu senti que era esse o objetivo, inspirar mulheres para que elas saibam que também são incríveis. Gostaria de encerrar as temporadas sempre dessa forma, contando a história de uma espectadora, acho que faz todo sentido, é fechar o álbum com chave de ouro. 


GG: Como produtora de conteúdo sobre a cultura pop, não pude deixar de traçar um paralelo entre as mulheres dos vídeos e as mulheres representadas nas séries, nos filmes, principalmente no que tange o senso comum, como no caso da Cleópatra, ou as opiniões sobre a Marta, ou a história de Lucy. Você como atriz, o que pensa desse caminho que já percorremos com relação a representatividade feminina nas produções audiovisuais? O que você acha das representações que temos em filmes por exemplo, de mulheres da história, como Cleópatra, uma das mulheres mais representadas na cultura pop?

Natalia: Os dados das pesquisas do Instituto Geena Davis de Gênero e Mídia que analisa milhares de filmes, nos Estados Unidos e no mundo, mostra que a representação das mulheres em geral, além de ser menor, também é muitas vezes estereotipada e hipersexualizada. Conforme as pesquisas vão trazendo esses dados e o público e a mídia vão aprofundando essa discussão da representatividade, as coisas começam a se transformar. Estamos vendo uma mudança já nas telas, com muitos filmes e séries com personagens femininas bem construídas e que fogem dos clichês. Espero que essa mudança se intensifique cada vez mais, porque nós somos metade da população, nós somos plurais, nós somos muitas.

GG: Você pensa em levar esse projeto para outros formatos? Transformar em material gráfico talvez? O Álbum das Mulheres Incríveis pode virar livro?

Natalia: Adoraria que o álbum virasse livro, um livro interativo onde você monta algumas partes, como num scrapbook mesmo, ou até mesmo um álbum de figurinhas, seria incrível!

GG: É maravilhoso se ver representada, se identificar com figuras que tem uma história parecida com a nossa. É ótimo pra gente enquanto mulher, menina, ter uma figura pra se espelhar. Crescemos e nos tornamos o que somos de acordo com nossas vivências. Quem são suas mulheres incríveis que te serviram de força para a criação desse projeto?

Natalia: Geena Davis, Amelia Earhart, Shonda Rhymes, Tina Fey, Amy Poehler, Rachel Bloom e tantas outras...

GG: Tem algum recado que você queira dar para as garotas, meninas, mulheres, que estão nesse caminho de produção de conteúdo visando o fortalecimento e empoderamento feminino?

Natalia: Sua visão de mundo é importante, acredite em você e coloque o melhor de você naquilo que você criar.


Pois façamos o favor de ampliar e colar esse recadinho da Natalia pela casa não é meninas? A gente até ajuda: 
Sua visão de mundo é importante, acredite em você e coloque o melhor de você naquilo que você criar.
Anotado? Anotado! 
Natalia, obrigada pela entrevista incríve! (Reparem que usamos muito incrível hoje, porquê tudo aqui é muito incrível mesmo!!)
Meninas incríveis (e todo mundo que quiser conhecer mais sobre esse projeto maravilhoso), se inscrevam no canal, acompanhem a página nas redes sociais, curtam bastante o conteúdo e conheçam mais dessas mulheres sensacionais. E lembrem-se: Somos Muitas! #somosmuitas
Tecnologia do Blogger.