Ads Top

MOBILE GAMING | Conheça o jogo Old Man's Journey

Hoje vou começar com um convite especial para você que está lendo esse texto: eu quero que você abra a sua cabeça e comece a enxergar jogos mobile como jogos de verdade. Existe esse estigma (especialmente entre a comunidade gamer) de que jogos de celular estão em uma categoria inferior – muito provavelmente porque são mais populares e comuns – e que eles não são tão bons quanto os tradicionais de console e PC. Dá para cavar ainda mais fundo, percebendo que as pessoas acham muito caro pagar R$10,00 em um mobile, mas veem valor nos incríveis R$200,00 em um lançamento de PS4. Doido, né? Por isso eu resolvi começar essa série pra mudar sua opinião a respeito de jogos de celular. Cada post um mobile game maravilhoso diferente.



Old Man’s Journey é uma experiência que você não quer perder. Aliás, você provavelmente perdeu, porque foi lançado no início do ano passado - mas ainda dá tempo de correr atrás do prejuízo.
O jogo começa com a cena de um senhor idoso (o nosso Old Man) recebendo uma carta em sua casa na colina. O que está escrito na carta não é revelado, mas sabemos que carrega uma mensagem importante para o Velhinho, porque ele não pensa duas vezes antes de arrumar sua mochila, pegar sua bengala e partir em uma jornada para um destino distante. Isso, por si só, já é mistério suficiente para cativar o jogador até o final da história. Por que ele está fazendo isso? Para onde ele vai? O que está escrito na carta?

Se queremos respostas, temos que auxiliar o Velhinho a trilhar seu caminho: é assim que você interage com o jogo. É uma mistura de plataforma com puzzle, onde quem joga precisa mover partes do cenário para cima e para baixo, ajustando colinas e pontes, calçadas e ruas, até que consiga clarear a trajetória para o nosso personagem principal. É uma mecânica bem simples, mas que, quando aliada aos outros elementos, ganha vida nova. Passear por aí brincando de paisagista é muito satisfatório primeiramente por causa do design de cenários e de suas animações.


A arte de Old Man’s Journey é como um colírio para os olhos; praticamente uma poesia viva. As cores, a diversidade de cenários e a riqueza de detalhes nas cidades fazem com que você queira explorar e clicar em tudo, expandindo o objetivo principal de simplesmente completar as fases, e vale a pena essa investigação: dependendo de onde você toca, você pode ser recompensado com um efeito sonoro ou uma animação divertida, bem quando você esperava que não fosse acontecer nada, o que deixa tudo ainda mais legal. A trilha sonora é outro ponto forte do jogo, com uma belíssima composição orquestrada que traduz perfeitamente os momentos da narrativa, sejam eles alegres ou melancólicos. Mesmo sem diálogos, quem joga consegue entender a intenção através dos ouvidos.

E tudo se fecha em um círculo completo com a construção do enredo. É um game de puzzle, mas altamente baseado em história, que eu penso ser um dos maiores diferenciais desse jogo, senão o maior. A maioria dos mobiles, muitas vezes por questões práticas, não tem um foco muito grande em construir uma linha de narrativa (coisa muito comum em jogos de console e PC), e Old Man’s Journey não só apresenta uma história coesa como também consegue a missão de criar um arco para o Velhinho. Tudo se inicia com o mistério da carta, mas em determinados pontos do jogo, o personagem tem epifanias e lembranças à medida que ele passa por diferentes lugares. A partir dessas memórias, conseguimos compreender uma jornada de escolhas, arrependimento e perdão. Cebolas e ogros tem camadas, e a vida desse homem também!


Old Man’s Journey é um poema curto com início, meio e fim, direto e preciso, que de alguma maneira vai fazer a diferença na sua vivência. Vai te fazer dizer “é tão bom que nem parece jogo de celular”, e bom, eu te digo que tem mais por vir.  

O jogo está disponível para iOS e Android, e também nas versões para Switch e PC.




Tecnologia do Blogger.