Ads Top

ESPECIAL - WOLVERINE: Os quadrinhos

Não, o Wolverine não é apenas o Hugh Jackman!
O Wolverine é um dos mutantes mais famosos dos quadrinhos, e o cinema aproveitou desta notoriedade. Entretanto, até hoje, nenhuma história contada através da sétima arte, honrou o material original do Carcaju, mas será que isso é problema de sua narrativa? Ou do alto nível de violência das páginas?  Ou simplesmente, faltou coragem dos produtores de transpor quem realmente o mutante canadense é?

Criado por Len Wein, Roy Thomas e John Romita, sua primeira aparição aconteceu em 1974 na revista de número 180 do Incrível Hulk. E na edição seguinte, 181, podemos ver o primeiro grande embate entre o gigante esmeralda e o baixinho mutante.
Mas sua criação não foi atoa, Roy Thomas, na época editor-chefe da Marvel Comics viu a necessidade um herói canadense, já que as vendas no país ao norte dos Estados Unidos estavam indo muito bem.


A partir daí era o momento do Wolverine trilhar seu próprio caminho, já que todo herói novo, após uma aparição importante, gera a curiosidade em seus leitores. E assim, na década de 70, por conta das fracas vendas dos X-Men, Len Wein decidiu reformular a equipe mutante e ao lado de Dave Cockrum, trazendo Tempestade, Noturno, Colossus, Pássaro Trovejante e os já existentes Solaris, Banshee, Ciclope e Wolverine.

Mas e sua origem?

Incluir um herói em uma equipe para que se estabeleça a marca é fácil, porém criar e juntar os remendos de um passado misterioso é complexo. Por isso que durante anos pouco se sabia do que realmente tinha acontecido com Logan, e com o crescimento da popularidade do herói pouco pasciente, violento e totalmente alheio a regras, a Marvel deveria então estabelecer a sua origem.
De acordo com o cânone, existem duas origens aceitas pelos leitores: Arma X de 1991 e Origem de 2001.

Na primeira vemos como o Wolverine foi capturado e transformado na arma perfeita do governo, além da implantação do Adamantium em seus ossos e a perda de memória. Porém, em 1993, após a "brilhante" ideia de fazer Magneto extrair o metal do corpo do Caracaju, temos a revelação de que o mesmo sempre teve as garras, mas neste caso, de ossos.
Assim, na minissérie Origem, temos conhecimento então da infância de Wolverine, aqui chamado James Howlett, em uma família repleta de problemas e o quanto a mutação já lhe causava transtornos. Vale ressaltar que a minissérie não apaga o que futuramente aconteceu ao herói!

Talvez essas origens complexas e um temperamento nada convencional não fosse o foco dos produtores de cinema, principalmente quando a necessidade de um herói apenas ser um herói, e nada mais, ir para as telas. Assim, a densidade e violência das páginas pouco foram vistas no cinema, contudo, nada disso impede, nós leitores de continuarmos apreciando as narrativas do Wolverine. Por isso, justo é apresentar alguns arcos importantes deste tão famoso personagem.

Eu, Wolverine(1982):
Uma minissérie em quatro partes, onde a história acontece principalmente no Japão e coloca o mutante canadense, envolto a ninjas, crime organizados, samurais e logicamente, o amor, que normalmente, não dá certo. Esta é uma das histórias mais icônicas do mutante e que rendeu a frase clássica:“Eu sou Wolverine. Sou o melhor no que faço. Mas o que eu faço não é nada bonito.”

Origem (2001) :
Escrita por Bill Jemas, Paul Jenkins e Joe Quesada essa história justamente irá mostrar a origem do Wolverine, desde sua infância no século XIX. Arco importantíssimo e cercado de muitos mistérios também.

Velho Logan (2008):
Vemos o Wolverine, que deixou a persona a um certo tempo, em um futuro onde os vilões se uniram para destruir os heróis. E além disso, o próprio carcaju cometou atrocidades como matar seus próprios companheiros X-Men. Então pra quem estômago forte e gosta de selvageria, essa é um prato cheio.

Arma X (1991):
A história contada, em determinados momentos, a partir do ponto de vista dos membros da Equipe Arma X, irá relatar sobre esse projeto que tinha como objetivo criar armas humanas de assassinato. E isso nos leva em todo processo de transformação do Wolverine, que é apresentada de uma forma bem brutal.

Existem outras histórias relevantes e participações singulares do Wolverine, que somente o mesmo poderia nos proporcionar. Fica então o gancho para você ler ainda mais sobre o mutante!
E esta é a primeira parte de um especial, ainda teremos vídeo em nosso canal e mais artigos aqui no site. 
Continue acompanhando o Geek Guia!
Tecnologia do Blogger.