Ads Top

LEGO Batman: O Filme - CRÍTICA

O Melhor Batman que você respeita, ou vai respeitar!


Desde a trilogia Nolan se espera um retorno digno do Homem-Morcego aos cinemas, logicamente, Batman v Superman nos trouxe uma versão mais "Cavaleiro das Trevas" do que as anteriores, entretanto quando as peças começam a se juntar na telona e as piadas fazem total sentido dentro desse universo bagunçado, você entende que o Vigilante de Gotham em Lego é a melhor representação dos últimos anos.

Batman já enfrentou o Coringa e sua gama de vilões diversas vezes, e venceu! Porém a nova comissária de polícia, Barbara Gordon chega a cidade para modificar as coisas, ao mesmo tempo, o herói precisa lidar com um filho adotivo e uma ameaça em maior escala.

Chris McKay dá continuidade ao trabalho de Phil Lord e Christopher Miller (Uma Aventura Lego), explora bem a textura das peças, abusa do colorido, transforma as sequências de ação em um espetáculo visual e frenético, onde muitas coisas acontecem mas sem confundir o espectador. Da mesma forma o roteiro satiriza e referencia todas as obras do Cavaleiro das Trevas já lançadas, desde cartazes de filmes à capas de quadrinhos, suas aventuras e missões anteriores(Quando o Coringa é questionado sobre dois barcos é sensacional) são citadas como peças(desculpem o trocadilho) para a formação da personalidade do protagonista.
Este Batman, assim como os demais, apresenta seus dilemas, medos e sentimentos de dor. E por se tratar de um filme infantil, a lição familiar se encaixa perfeitamente dentro do contexto de um dos personagens mais sombrios da cultura pop. 
Ou seja, apesar das piadas, é possível sair com um pensamento a mais sobre relacionamentos e amizade!


E tais piadas não perdoam nem mesmo os atuais filmes da DC, a ponto da ideia de usarem vilões para combater o crime ou protagonizar uma história, ser considerada a mais idiota possível. Para bom entendedor...
Além disso, Jurassic Park, Gremlins, Harry Potter, O Senhor dos Anéis, O Mágico de Oz e até mesmo, H.P Lovecraft, são lembrados por conta de determinadas participações.

Falando na dublagem,  o time de vozes brasileiras é um show a parte, dirigidos por Guilherme Briggs, que também as caras, digo voz, Duda Ribeiro, Andreas Avancini, Guilene Conte e Júlio Chaves, encaixam perfeitamente as piadas dentro das adaptações necessárias, que arrancarão risadas de todas as faixas de idade.

LEGO Batman: O Filme comprova que um personagem pode ser transposto para outra mídia sem perder a sua essência, e sem a necessidade de se levar tão a sério. 
Divertido, frenético e com um design impecável, essa aventura das pecinhas de montar mais conhecidas do mundo da uma lição ao universo DC do cinema: pode parecer brincadeira de criança, mas sabemos como contar uma boa história de super-herói!

Nota: 4/5 (Ótimo)
Tecnologia do Blogger.