Ads Top

Leitura da Vez: Capitão Feio - Identidade

As descobertas de um vilão



Pense nos vilões que você conhece! Todos eles tem uma motivação para os seus atos, há sempre uma razão para que seus planos e atitudes ocorram e principalmente se tornem temidos. Mas e se um antagonista estiver apenas tentando encontrar o seu lugar no meio de um mundo tão caótico e complicado? Magno Costa e Marcelo Costa demonstram isso e um pouco mais nessa aventura em busca de identidade.

Capitão Feio não sabe ao certo como tudo isso começou, ou o que pode ter causado tudo aquilo que ele possui agora. Porém, ele sabe que precisa se esconder, as pessoas não entendem, as pessoas jamais iriam entender. E após um incidente, Feio se vê em uma perseguição, onde ele é o alvo, não somente de armas, mas da aversão daqueles que o cercam.

Identidade é mais um trabalho esplêndido da Graphic MSP, visualmente e em seu roteiro.
Os gêmeos, Marcelo e Magno Costa dão um tom totalmente diferente daquele que conhecemos a um dos antagonistas mais famosos da Turma da Mônica. O que temos então é uma história que vai além do simplório "arco de origem". 

Há toda uma complexidade na forma como a narrativa se desenvolve, como os conflitos internos do protagonista refletem diretamente nas suas atitudes com o mundo a sua volta. Até então quem conhecemos é um homem que não sabe ao certo o que fazer com as habilidades que possui, vive escondido, tanto com medo de si quanto dos outros, pois ele não é um vilão pronto, colocado neste patamar. Assim, com os eventos apresentados, a construção e a oportunidade para o antagonismo vão sendo elaborados, graças a forma como as informações surgem, tanto para o leitor quanto para o próprio personagem.


Os desenhos preenchem cada quadrinho com diversas referências a cultura pop e a outras histórias de Maurício de Souza. Os traços beiram um realismo fazendo com que as expressões se tornem vivas a cada mudança de página, da mesma forma a ação se encaixa harmonicamente com o que está sendo contado, fazendo com que cores brinquem com a luz e escuridão, ressaltando ainda mais o trabalho do quadrinista.

Identidade não é uma comum história de início. A carga de construção antagônica aqui demonstrada abre para diversas discussões pertinentes em nossa realidade, muitas vezes aquém daquilo que é diferente, preconceituosa com aquilo que não está relacionado a um padrão social e violenta. 
Num misto de narrativa dramática e traços que ressaltam e engrandecem a trama, Capitão Feio recebe uma das melhores adaptações deste selo da Maurício de Souza, construindo assim um vilão, lhe dando motivações, ampliando o conhecimento de seus poderes, e quem sabe, preparando o terreno para um embate ainda maior.
Confesso que torço muito pelo Capitão Feio caso um confronto aconteça!

Capitão Feio - Identidade
Ficha técnica
Roteiro: Magno Costa
Arte e Cores: Marcelo Costa
Editora: Maurício de Souza/ Graphic MSP
Ano:2017
Tecnologia do Blogger.