Ads Top

Qual o motivo de ir a uma Comic Con?

Pegue sua toalha e vem comigo!



Esta semana fui entrevistado para um jornal onde uma das perguntas do repórter era justamente a que dá título a este artigo: Qual o motivo de ir a uma Comic Con? E se for realmente elaborar uma resposta para tal incógnita é preciso mexer em alguns pontos importantes do que chamamos de Cultura Pop.

A maioria das pessoas quando pensa em um ambiente como uma feira com quadrinhos, cosplayers, que apresenta artistas de cinema e séries, logo remete a um local para crianças, ou que aqueles adultos que lá se encontram tem algum problema “de cabeça”! 
O interessante que tais pessoas eram as mesmas que faziam piadas com aqueles que em sua adolescência frequentavam o cinema, ou que faziam questão de comprar action figures e aquele lançamento em HQ. E engana-se quem pensa que essas  coisas acontecem apenas no ambiente escolar. Mas isso é história para outro texto.

Com o passar dos anos e o advento das mídias e redes sociais, ser nerd se tornou uma emersão, uma fuga das trevas do bullying e do preconceito, para um reconhecimento que acaba com esse arquétipo de brincadeira de criança ou problemas mentais julgados de forma errada. Hoje a indústria do entretenimento, e isso se encaixa totalmente aquilo que os nerds apreciam, arrecada bilhões ao redor do mundo, com seus produtos. 
Ao mesmo tempo essa incursão, dos que sofriam com o “cuecão”, para fora deste ambiente da ignorância, fez com que inúmeros influenciadores, digitais ou não, surgissem e alimentassem ainda mais as produções de conteúdo sobre cultura pop. Da mesma forma, nós nos aproximamos dos nossos artistas tão queridos. Diretores, atores, produtores, roteiristas, quadrinistas, assumiram a capa de heróis da vida real, pois são aqueles que dão vida e criam universos aos quais estamos envolvidos e cativos.


E assim, Habemus Comic Con!

Uma feira que começou em 1970 como uma pequena amostra de colecionadores de quadrinhos, mas que ganhou força com o passar dos anos, acompanhando a evolução das mídias e se fazendo crescer em paralelo aos avanços das produções que fazem parte da Cultura Pop.

Então, agora posso responder com clareza o motivo de ir a uma Comic Con:
Assim como para os apreciadores de corridas, estar em um Grande Prêmio de Fórmula 1 é o ápice, ou estar numa final de Libertadores da América, ou Mundial, está para o bom torcedor de futebol, a Comic Con é aquela final tão aguardada final de campeonato, onde os gols são importantes, mas quem estará em campo também é indispensável!


Os quatros dias que seguem dessa experiência que vivenciamos em São Paulo se tornam a consolidação de que aquilo que gostamos realmente pode alcançar outras pessoas, o porquê de estar em uma feira como essa é ver pessoas desconhecidas conversando sobre algo que você também tem familiaridade, é vibrar com aqueles que dão vida a histórias que permeiam a sua imaginação por anos, é ver os criadores dos mundos que percorremos a cada leitura estendendo a mão para nos cumprimentar, é ver homem, mulher, adolescente, criança, gay, lésbica, trans, negro, branco, asiático, ou seja, todos juntos em celebração de algo que os abraça: a cultura pop! 

Eis a intenção, a motivação, a força e o impulso para enfrentar filas, carregar equipamentos, dormir pouco, ter uma alimentação nada saudável, tirar fotos, comprar, pegar autógrafos.
Quer saber de uma coisa? Isso tudo é só um pouco da demonstração do quanto amamos essa tal cultura, que não apenas diverte, mas tem a capacidade de fazer com que milhares de pessoas encontrem o seu lugar no mundo, no universo, em tudo a sua volta. 
E tudo isso começou com um rolar de dados, virada de página ou trailer assistido!

Vamos pra Comic Con?

O Geek Guia fará a cobertura da Comic Con Experience 2017! 
Acompanhe nossas redes sociais!
Tecnologia do Blogger.